sábado, 13 de dezembro de 2008


Bianchi e a exposição dos nossos insetos interiores, das mazelas humanas e do círculo social vicioso alimentado por elas. Um quadro cronicamente irreversível onde sujeitos são vendidos a preço de bala, literalmente ou não, dentro da ambigüidade da semântica.

Nenhum comentário: